Área sob alertas de desmatamento em Rondônia apresenta maior redução dos últimos 5 anos — Foto: © Nilmar Lage / Greenpeace / Divulgação
1 de 2 Área sob alertas de desmatamento em Rondônia apresenta maior redução dos últimos 5 anos — Foto: © Nilmar Lage / Greenpeace / Divulgação

Área sob alertas de desmatamento em Rondônia apresenta maior redução dos últimos 5 anos — Foto: © Nilmar Lage / Greenpeace / Divulgação

Em Rondônia, o acumulado de alertas de desmatamento registrados em 2023 foi o menor desde 2018 - últimos cinco anos -, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Os índices levam em conta o chamado ano civil, ou seja, o período total de janeiro a dezembro, e são registrados pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter).

No ano passado, a área com alertas no estado foi de 445,19 km². Esse declínio veio depois de altas consecutivas no desmate, quando comparado com os outros anos.

De acordo com os dados, em 2022, os alertas atingiram o dobro dos registros de 2023, com 1.249,71 km². (veja no gráfico abaixo).

Áreas sob alerta de desmatamento em Rondônia por ano em km²
Acumulado de 2023 é o menor já registrado desde 2018
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Os alertas de desmatamento foram registrados pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Inpe, que emite alertas diários sobre mudanças na cobertura florestal para áreas acima de 3 hectares (0,03 km²).

Esses sinais abrangem desmatamento total e processos de degradação florestal, como exploração de madeira, mineração e queimadas. O Deter não é o dado oficial de desmatamento, mas alerta sobre onde o problema está acontecendo.