Seja por coincidência ou como forma de homenagear a metrópole, alguns desses lugares foram fundados ou inaugurados, ao longo dos anos, no mesmo dia 25 de janeiro. O g1 listou alguns exemplos:

Universidade de São Paulo (USP) ➡️ 90 anos

Praça do Relógio, na cidade universitária da USP — Foto: Divulgação

Praça do Relógio, na cidade universitária da USP — Foto: Divulgação

Responsável por mais de 20% da produção científica nacional, a melhor universidade do Brasil completa 90 anos nesta quinta (25). Segundo a USP, a escolha da data não foi coincidência, mas justamente uma forma de presentear a capital com a primeira universidade do estado.

O marco na educação paulista foi oficializado pelo decreto 6.283, de 25 de janeiro de 1934, com assinatura do então interventor estadual, Armando de Salles Oliveira. Entre as finalidades da USP, estão:

  • Promover, pela pesquisa, o progresso da ciência;
  • Transmitir, pelo ensino, conhecimentos que enriqueçam ou desenvolvam o espírito, ou sejam úteis à vida;
  • Formar especialistas em todos os ramos de cultura, e técnicos e profissionais em todas as profissões de base científica ou artística;
  • Realizar a obra social de vulgarização das ciências, das letras e das artes, por meio de cursos sintéticos, conferências palestras, difusão pelo rádio filmes científicos e congêneres.

Parque Ibirapuera ➡️ 70 anos em agosto

Parque Ibirapuera, em São Paulo, tem nome indígena — Foto: TG

O parque foi inaugurado em 21 de agosto de 1954, durante as comemorações do IV Centenário de São Paulo, e completa 70 anos em sete meses. Mas o projeto teve início em 1951 e deveria ter ficado pronto no dia 25 de janeiro.

A arquitetura do espaço foi concebida pelos arquitetos Oscar Niemeyer, Ulhôa Cavalcanti, Zenon Lotufo, Eduardo Kneese de Mello, Ícaro de Castro Mello, além do paisagista Augusto Teixeira Mendes.

Catedral da Sé ➡️ 70 anos

Vista da fachada da Catedral Metropolitana de São Paulo, a Catedral da Sé, na Praça da Sé, região central da capital paulista — Foto: ALF RIBEIRO/AE

Assim como o Ibirapuera, a Catedral da Sé foi inaugurada por ocasião das comemorações do IV Centenário de fundação da cidade. A inauguração aconteceu exatamente no dia 25 de janeiro de 1954.

O prédio da Catedral Metropolitana foi projetado em estilo neogótico pelo alemão Maximiliam Hehl, professor da Escola Politécnica de São Paulo, e é um dos maiores templos góticos do mundo, com 111 metros de comprimento, 46 de largura e 65 metros de altura.

Monumento às Bandeiras ➡️ 71 anos

Monumento às Bandeiras, no Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo — Foto: Celso Tavares/G1

O Monumento às Bandeiras está localizado no Parque Ibirapuera, em frente ao Palácio 9 de Julho, e foi inaugurado em 25 de janeiro de 1953, durante as comemorações do IV Centenário da cidade de São Paulo.

A obra representa os bandeirantes que passaram pelo país no período colonial e foi encomendada pelo governo de São Paulo em 1921. O autor da escultura foi Victor Brecheret, que produziu o monumento com 240 blocos de granito − com cerca de 50 toneladas cada um. São 12 metros de altura, 50 metros de extensão e 15 metros de largura.

Mercado Municipal ➡️ 91 anos

Mercado municipal de São Paulo — Foto: Vagner Campos/TV Globo

O Mercado Municipal Paulistano, o querido Mercadão, no Centro de São Paulo, é outro ponto que faz aniversário no dia 25 de janeiro: inaugurado em 1933, o espaço completa 91 anos.

O prédio de 22 mil m² é tombado pelo Patrimônio Histórico desde 2004, quando passou por uma reforma, na qual teve sua fachada recuperada e os vitrais restaurados. Segundo a prefeitura da capital, ao todo, são 249 boxes que empregam mais de 1,5 mil pessoas e atrai cerca de 50 mil pessoas semanalmente.

Em celebração aos 470 anos da cidade de São Paulo, nesta quinta (25), o Mercadão será palco de mais uma edição do projeto Espetáculo do Bolo.

Um bolo de 6 metros de comprimento e 4 de largura, no formato do mapa da capital, será gratuitamente distribuído em pedaços a partir das 12h. São cerca de 500 kg de massa, creme e frutas.

OCA do Parque Ibirapuera ➡️ 70 anos

Oca do Ibirapuera, no Parque Ibirapuera, Zona Sul de SP — Foto: Reprodução/Urbia

Batizado de Pavilhão Lucas Nogueira Garcez e popularmente conhecido como Oca, o espaço foi projeto por Niemeyer em 1951 para compor o conjunto arquitetônico original do Parque Ibirapuera, construído para comemorar o IV Centenário da cidade, em 1954.

Assim como o parque, completa 70 anos em 2024. A Oca já abrigou o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore. Atualmente, o pavilhão é utilizado para a realização de importantes exposições e eventos.

Palácio 9 de Julho, o prédio da Alesp ➡️ 56 anos

Palácio 9 de julho, sede da Assembleia Legislativa de SP (Alesp) — Foto: Sérgio Galdino/Acervo Alesp

O Palácio 9 de Julho, sede da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, completa 56 anos nesta quinta. Foi inaugurado em 1968 pelo então governador Abreu Sodré, que presidiu a Alesp de 1960 a 1963.

A construção do prédio durou cinco anos e sua inauguração marcou as comemorações dos 414 anos da capital paulista. Segundo a Alesp, a escolha do projeto arquitetônico se deu por meio de um concurso público. O estilo foi baseado na obra de Oscar Niemeyer.

Elevado Presidente João Goulart, o Minhocão ➡️ 53 anos

Fim de domingo no Minhocão — Foto: Ardilhes Moreira/G1

Em 2024, o Elevado João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão, completa 53 anos. O viaduto foi inaugurado em 25 de janeiro de 1971 pelo então prefeito Paulo Maluf como um dos “presentes” de aniversário que a cidade recebeu. À época, foi nomeado "Elevado Presidente Costa e Silva", mas, em 2016, foi rebatizado dentro do programa "Ruas de Memória", da prefeitura, que alterou nomes de vias da capital vinculados à ditadura militar (1964-1985).

A proposta inicial do elevado foi planejada em 1968 para ligar a região central à Zona Oeste em um momento de profunda urbanização e expansão rodoviária do estado de São Paulo. O projeto foi construído em menos de dois anos e, desde a sua inauguração, dividiu opiniões.

Moradores de prédios próximos ao elevado se sentiram invadidos pela proximidade e reclamavam também do barulho. Com o tempo, o espaço foi se transformando e, atualmente, contempla três principais realidades: o Minhocão viário, o Parque Minhocão, aos finais de semana, e o Minhocão da parte de baixo, com muitos estabelecimentos, um terminal de ônibus e muitas famílias morando em barracas.

Praça Roosevelt ➡️ 56 anos

Vista aérea da Praça Roosevelt, no Centro de SP — Foto: Fernando Pereira/Secom/Prefeitura de SP

Projetada durante a gestão do prefeito José Vicente Faria Lima, em 1968, a Praça Roosevelt foi concluída em 1970 e inaugurada em 25 de janeiro como um presente do governo à cidade de São Paulo. A praça passou por uma reforma de dois anos e que custou R$ 55 milhões aos cofres da cidade.

Confira programação de shows no aniversário de SP

O aniversário de 470 anos da capital será marcado por shows de vários artistas, como Lexa, Naiara Azevedo, Marvvila, Luciana Mello, Eliana de Lima, Mart'nália e Baby do Brasil.

Segundo a gestão municipal, a programação terá também atividades infantis em todas as cinco regiões da cidade. A Zona Leste terá dois palcos diferentes. O tema da festa é "Elas cantam São Paulo", que homenageia grandes mulheres que ajudam a construir a identidade cultural da cidade.

As cantoras Lexa, Naiara Azevedo, Mart'nália e Marvvila, que participam dos 470 anos da cidade de São Paulo, em 25 de janeiro. — Foto: Montagem/g1

“Divas da música brasileira farão uma homenagem emocionante à cidade de São Paulo, cantando simultaneamente nos 6 palcos montados em diferentes pontos da capital. ‘Elas cantam São Paulo’ é o presente da cidade para todas as paulistanas”, afirmou a secretária municipal de Cultura, Aline Torres, responsável pela organização da festa.

“Reverenciar o protagonismo e a força das mulheres, ampliando a necessidade desse palco para todos os gêneros através da música e de grandes artistas do cenário brasileiro”, completou.

Os palcos da festa estarão montados nos seguintes locais:

  • Centro: Avenida São João (esquina com a Av. Ipiranga)
  • Zona Leste: Teatro Flávio Império e Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes
  • Zona Norte: Centro Cultural da Juventude
  • Zona Oeste: Casa de Cultura Butantã
  • Zona Sul: Casa de Cultura Campo Limpo

Programação completa:

Centro - São João

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Juliana Sanchez
  • 11h - Infantil - Viradinha
  • Música - DJ Vívian Marques
  • Música - DJ Lela Lima
  • 14h - Música - Clube do Balanço
  • 16h - Música - Demônios da Garoa
  • 18h - Música - Baby do Brasil
  • 20h - Música - Naiara Azevedo

Zona Norte - Centro Cultural da Juventude

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Leticia Kor
  • 12h - Infantil - Viradinha
  • Música - DJ Juliana Gil
  • 14h - Música - Torya
  • 16h - Música - Slipmami
  • 18h - Música – Lexa

Zona Leste - Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Negaly CT
  • 12h - Infantil - Viradinha
  • Música - DJ Vivi Varela
  • 14h - Música - Mc Tha
  • 16h - Música - Tati Quebra Barraco
  • 18h - Música – Marvvila

Zona Leste - Teatro Flávio Império

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Day Ramos
  • 12h - Infantil - Viradinha
  • Música - DJ Anazu
  • 14h - Música - Eliana de Lima
  • 16h - Triz
  • 18h - Música - Mart'nália

Zona Oeste - Casa de Cultura do Butantã

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Letícia Maria
  • 10h - Infantil - Intervenção Infantil no Pátio
  • 12h - Música - DJ Baile de Samba Rock
  • 14h - Música - Dinho Nascimento
  • Música - DJ Ju Salty
  • 16h - Música - Crypta
  • 18h - Música - Karina Buhr

Zona Sul - Casa de Cultura Campo Limpo

  • Apresentação - Mestre de Cerimônia Renata Alves
  • 12h - Infantil - Viradinha
  • Música - DJ Esteves
  • 14h - Luciana Mello
  • 16h - Padre Alessandro Campos
  • 18h - Música - Yasmin Santos