Segundo instituto, a orla do Educandos está sendo invadida por flutuantes vindos de outras áreas da cidade, inclusive do Tarumã-Açu.


Orla do Educandos, em Manaus. — Foto: Matheus Castro/G1 AM

Orla do Educandos, em Manaus. — Foto: Matheus Castro/G1 AM

O Instituto de Cidadania e Desenvolvimento Social do Estado do Amazonas (ICDSAM) pediu que a Justiça mande retirar os flutuantes da orla do Educandos, em Manaus. A solicitação foi feita na ação que discute a retirada das estruturas do Tarumã-Açu.

Agora, segundo o ICDSAM, a orla do Educandos está sendo invadida por flutuantes vindos de outras áreas da cidade, inclusive do Tarumã-Açu. As estruturas, segundo o instituto, "não dispõem dos equipamentos de despejos e resíduos sólidos, que são jogados nas águas já poluídas do igarapé do Educandos".

"Além de produzirem poluição ambiental, ainda produzem poluição visual na frente da cidade de Manaus, prejudicando o turismo. [...] assim, vossa excelência, estará livrando a cidade de Manaus do retorno da malfadada cidade flutuante de triste memória", disse o instituto.

Prefeitura informa sobre a retirada

Flutuantes no Tarumã em Manaus. — Foto: William Duarte/Rede Amazônica

As placas informam que "a partir de 10 dias, a contar desta sexta-feira", será dado início à operação de retirada.

Os primeiros flutuantes que serão retirados são os que estão abandonados, segundo a decisão. Logo depois removidos os flutuantes de uso exclusivo para lazer, hospedagem e aqueles com destinação comercial (oficinas e garagens de barcos, embarcações e veículos náuticos).

Os flutuantes utilizados como habitação, serão os últimos a serem alcançados pela determinação.