O piloto holandês conquistou sua 37ª pole position na carreira, sendo a quinta em 2024.

Porto Velho, RO - Max Verstappen, líder do Mundial de Fórmula 1 e vencedor da corrida sprint do GP da China, assegurou mais uma pole position no treino classificatório realizado na madrugada deste sábado, no Circuito de Xangai. O piloto holandês conquistou sua 37ª pole position na carreira, sendo a quinta em 2024.

Foi também a 100ª pole na história da Red Bull na Fórmula 1. Além das 37 conquistadas por Verstappen, foram 44 de Sebastien Vettel, 13 de Mark Webber, 3 por Sergio Pérez e 3 por Daniel Ricciardo. Verstappen se tornou o primeiro piloto desde Mika Hakkinen em 1999 a começar o Mundial com cinco poles consecutivas.

Além da pole, a Red Bull conquistou mais uma dobradinha com Sergio Pérez em segundo. Fernando Alonso, da Aston Martin, ficou com a terceira posição. Lewis Hamilton, maior detentor de poles em Xangai com seis largadas em primeiro lugar, foi eliminado no Q1 e começará a prova em 18º. A corrida será neste domingo, às 4h (horário de Brasília).

O Q1 começou perigoso. Alexander Albon, da Williams, buscava espaço para ultrapassar Sergio Pérez, da Red Bull, porém posicionou o carro exatamente na linha de corrida escolhida pelo mexicano. Isso o fez sair da pista, deixando-o furioso.

No encerramento do Q1, Max Verstappen estabeleceu um tempo de 1min34s742 e assumiu a liderança. Charles Leclerc, da Ferrari, conseguiu evitar a eliminação em sua última tentativa e conquistou o segundo lugar. Pérez ficou em 15º lugar, passando por pouco para a próxima fase. Por outro lado, o heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, não teve a mesma sorte e terminou em 18º, sendo eliminado.

A segunda parte do treino foi marcada por um ritmo mais lento. Mesmo assim, Verstappen não deu folga aos concorrentes e se manteve na liderança. Enquanto isso, Carlos Sainz, da Ferrari, sofreu um deslize na última curva e acabou colidindo. Apesar do impacto não ser grave, o carro do espanhol parou em uma posição perigosa, resultando em uma bandeira vermelha a 6 minutos e 44 segundos do final. Mesmo com danos no carro, Sainz conseguiu retornar à pista e levar a Ferrari de volta aos boxes.

Ao fim do Q2, Verstappen liderou com o tempo de 1min33s794, seguido por Sergio Pérez em segundo lugar. Sainz se recuperou do pequeno acidente e terminou em terceiro. Charles Leclerc ficou em quarto lugar.

Confira o grid de largada do GP da China de Fórmula 1

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), em 1min33s660

2º - Sergio Pérez (MEX/Red Bull), em 1min33s982

3º - Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), em 1min34s148

4º - Lando Norris (ING/McLaren), em 1min34s165

5º - Oscar Piastri (AUS/McLaren), em 1min34s273

6º - Charles Leclerc (MON/Ferrari), em 1min34s289

7º - Carlos Sainz (ESP/Ferrari), em 1min34s297

8º - George Russell (ING/Mercedes), em 1min34s433

9º - Nico Hülkenberg (ALE/Haas), em 1min34s604

10º - Valtteri Bottas (FIN/Kick Sauber), em 1min34s665

-------------------------------------------------

11º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin)

12º - Daniel Ricciardo (AUS/RB)

13º - Esteban Ocon (FRA/Alpine)

14º - Alexander Albon (TAI/Williams)

15º - Pierre Gasly (FRA/Alpine)

-------------------------------------------------

16º - Ghuanyu Zhou (CHN/Kick Sauber)

17º - Kevin Magnussen (DIN/Haas)

18º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

19º - Yuki Tsunoda (JAP/RB)

20º - Logan Sargeant (EUA/Williams)

Fonte: Notícias ao Minuto